Biografia Francesca Anderegg, Violinista

Francesca Anderegg (Divulgação)
Francesca Anderegg (Divulgação)

Aclamada pelo New York Times por seu “timbre rico” e seu “brio virtuosístico”, a violinista Francesca Anderegg apresenta relatos penetrantes da música contemporânea e clássica. Com seus programas originais, colaborações ativas com compositores e interpretações precisas, porém apaixonadas, Anderegg ganhou renome como exploradora musical de primeira ordem. “Essa execução teve de tudo — bom gosto, maestria, sensualidade.” – Norman Lebrecht, The Arts Journal.

Como recitalista, Francesca Anderegg ampliou seu interesse em diversas tradições musicais por meio da criação de programas de concerto com profundos temas culturais e narrativos. Os próximos concertos incluem apresentações de obras latino-americanas contemporâneas recorrendo igualmente a inspirações da herança folclórica e da vanguarda europeia, do repertório tradicional russo e de um programa de “Canciones Populares” de obras inspiradas pela música popular, variando de jazz e blues a danças folclóricas. Anderegg leva sua investigação para casa com um programa de composições recentes e obras encomendadas de uma nova geração de compositores americanos, como Clint Needham, Hannah Lash e Andrew Norman. Com o marido, o respeitado compositor venezuelano-americano Reinaldo Moya, Anderegg executou várias obras originais dele que exploram o realismo mágico e outros elementos fascinantes da literatura e da imaginação latino-americanas.

Suas apresentações de música contemporânea resultaram em colaborações com alguns dos compositores atuais mais proeminentes. No Festival de Lucerna, teve papel importante em peças de Tristan Murail, Bruno Mantovani, Ivan Fedele e Kaija Saariaho e apresentou Anthèmes II para Violino Solo e Eletrônica, de Pierre Boulez, em colaboração com o Ircam (Instituto de Pesquisa e Coordenação de Música e Acústica). No (le) Poisson Rouge, de Nova York, apresentou Shaker Loops e Road Movies, de John Adams. Também trabalhou com Magnus Lindberg, compositor-residente da Orquestra Filarmônica de Nova York, apresentando seu Quinteto para Clarinete em diversos locais de Nova York.

Outros destaques recentes incluem recitais no Museu Nacional da Colômbia, em Bogotá, e também no Arts Club de Washington, DC, concertos dedicados a Elliott Carter no Miller Theatre, apresentações com Itzhak Perlman e membros do Programa de Música Perlman, entre outros. Anderegg executou o Concerto para Violino de Stravinsky com a Orquestra St. Olaf, o Concerto para Violino de Daniel Schnyder com a Orquestra para o Próximo Século e, como vencedora do Concurso de Concerto da Juilliard, o Concerto para Violino de Ligeti com a Orquestra da Juilliard. Entre os próximos concertos estão recitais nas faculdades Smith e Bennington, na Universidade de Massachusetts, em Amherst, e na Universidade de Wisconsin, em Green Bay, além de concertos de câmara colaborativos e programas educacionais em todo o Brasil.

Anderegg é formada por Harvard e pela Juilliard; entre seus professores estão Robert Mann, Nicholas Mann, Ronald Copes, Naoko Tanaka, Lynn Chang e Betty-Jean Hagen. Em 2010, recebeu a Bolsa de Estudos Leonore Annenberg em Artes Performáticas. O álbum de estreia de Anderegg, gravado com o parceiro com quem costuma fazer dueto, o pianista Brent Funderburk, foi lançado pela Albany Records em julho de 2012. Empenhada tanto na educação e no trabalho social, quanto nas apresentações musicais, Anderegg faz parte atualmente do corpo docente de violino da Faculdade St. Olaf, e dá aulas todo verão no Centro de Artes de Interlochen.