Os Estados Unidos Pré-posicionam Assistência aos Venezuelanos na Fronteira Brasil-Venezuela

DEPARTAMENTO DE ESTADO DOS EUA
Escritório do Porta-Voz
Para divulgação imediata

informativo
22 de fevereiro de 2019

Os Estados Unidos Pré-posicionam Assistência aos Venezuelanos na Fronteira Brasil-Venezuela

Em 22 de fevereiro, os Estados Unidos e seus parceiros começaram a pré-posicionar assistência humanitária adicional para os venezuelanos em Boa Vista, no Brasil, próximo à fronteira Brasil-Venezuela. Essa assistência humanitária vital consiste em 178 toneladas métricas de alimentos comprados localmente e está pronta para ser entregue aos venezuelanos sofrendo com severas faltas de alimentos na Venezuela. Essa assistência inclui:

  • Kits de alimentos contendo arroz, feijão, açúcar, sal e café para alimentar quase 3.500 pessoas por 10 dias e
  • Arroz Adicional para alimentar cerca de 6.100 pessoas por um mês;

Para salvar vidas, a entrada na Venezuela dessa ajuda humanitária essencial deve ser permitida. O governo dos EUA está coordenando com os governos da região e nossos parceiros humanitários regionais para assegurar que os sistemas estejam prontos para transportar esta ajuda para a Venezuela com segurança e eficiência para alcançar os venezuelanos.

Os EUA aplaudem o governo do Brasil por trabalhar em parceria conosco para tornar essa entrega possível e por fornecer as contribuições adicionais de assistência humanitária.

Os Estados Unidos continuam comprometidos em ajudar o povo da Venezuela e essa assistência não é a primeira – e não será a última – que o povo americano envia aos necessitados.

Desde o ano fiscal de 2017, os Estados Unidos têm fornecido cerca de 140 milhões de dólares – incluindo cerca de 97 milhões em assistência humanitária e aproximadamente 43 milhões em em assistência econômica e para o desenvolvimento – para apoiar os esforços generosos dos países da região que estão recebendo os quase 3,4 milhões de pessoas que fugiram do caos na Venezuela.

Isso inclui mais de 10,5 milhões de dólares em assistência humanitária para ajudar os venezuelanos deslocados no Brasil, particularmente na fronteira do estado de Roraima, reforçando os esforços de resposta emergencial do governo brasileiro.

Além disso, em 24 de janeiro de 2019, o secretario Pompeo anunciou que os Estados Unidos estão prontos para fornecer mais de 20 milhões de dólares em recursos adicionais para apoiar as atividades assistenciais humanitárias na Venezuela. Esses recursos adicionais estão sendo usados em parte para a compra de suprimentos humanitários que estão sendo pré-posicionados nas fronteiras da Venezuela com a Colômbia e o Brasil.

Continuamos a avaliar as necessidades humanitárias na região para determinar que assistência adicional nós podemos fornecer.

Nós apreciamos muito a generosidade e compaixão dos países em todo o hemisfério que estão recebendo os mais de três milhões de venezuelanos que deixaram a crise em seu país. Nós saudamos as contribuições humanitárias feitas por todos os doadores e encorajamos contribuições adicionais para fazer frente às crescentes necessidades humanitárias.

A assistência humanitária é crítica para salvar as vidas dos venezuelanos, mas não vai melhorar as condições políticas e econômicas responsáveis por essa crise. Nós continuamos a encorajar as autoridades relevantes na Venezuela para implementar imediatamente as reformas políticas e econômicas necessárias para por um fim à hiperinflação, à escassez de suprimentos e à corrupção no cerne dessa crise.

# # #