Vítimas de crime

Roubo de dinheiro ou pertences pessoais é um acontecimento traumático. A Embaixada ou Consulados podem auxiliá-lo na obtenção de um passaporte, mas você deverá providenciar o cancelamento de seus cartões de crédito e cheques de viagem.

Uma das primeiras coisas que você deve fazer é entrar em contato com a polícia local para informar sobre o roubo de seus pertences. O boletim de ocorrência é essencial para qualquer tipo de procedimento que você possa vir a requerer e é necessário para substituir o seu carimbo de entrada fornecido pelo Serviço de Imigração brasileiro.

Para maiores informações, acesse a página Auxílio a Cidadãos dos EUA Vítimas de Crimes no Exterior do Departamento de Estado (em inglês).

Se você tem razões para crer que um membro da família ou amigo esteja desaparecido no Brasil, a Embaixada ou os Consulados podem ajudar a localizá-lo. Por favor, entre em contato com a Unidade de Serviços a Cidadãos Americanos ou com o oficial de plantão, caso ligue fora do horário de expediente.

Note, porém, que a Lei Federal dos Estados Unidos no âmbito da Lei de Privacidade impede que a Embaixada/Consulado dissemine qualquer informação sobre um cidadão americano sem a sua permissão (isenção da Lei de Privacidade). Para maiores informações sobre a Isenção da Lei de Privacidade, leia a aba abaixo.

Sem essa permissão, nós podemos somente sugerir que o cidadão americano entre em contato com você diretamente.

Para auxiliar na localização de um cidadão americano no Brasil, é importante ter as seguintes informações disponíveis:

  • Nome completo do cidadão americano
  • Data e local de nascimento
  • Número do passaporte
  • Itinerário
  • Último endereço e telefone
  • Propósito da viagem
  • Data do último contato
  • Outros contatos no Brasil
  • Seu nome completo, endereço, telefone de contato e grau de parentesco

Para mensagens de emergência familiar, favor incluir:

  • Natureza da emergência
  • Qual informação você quer transmitir sobre a emergência
  • Nome, endereço, telefone e grau de parentesco da pessoa nos Estados Unidos que o cidadão americano deve contatar.

A Lei de Privacidade dos Estados Unidos (Privacy Act) de 1974, regula a coleta, manutenção, uso e disseminação de informações pessoais sobre cidadãos americanos que são mantidas nos arquivos e banco de dados do governo. De acordo com o “Privacy Act” de 1974, o governo dos Estados Unidos não pode:

  • Revelar informação de identificação pessoal, incluindo informações sobre o bem-estar, localização, intenções de viagem, ou problemas legais de um cidadão americano;
  • Revelar estas ou quaisquer outras informações sobre um cidadão americano a qualquer pessoa, nem mesmo para membros da família do indivíduo ou para representantes do Congresso;
  • Revelar qualquer informação que não seja pública sobre um cidadão americano a membros da mídia ou de governos estrangeiros.

Segundo a Lei de Privacidade dos Estados Unidos, a revelação de informações a respeito de um cidadão americano somente poderá ser feita mediante a expressa permissão por escrito do mesmo.

Os oficiais do Departamento de Estado dos Estados Unidos levam a sério suas responsabilidades de acordo com a Lei de Privacidade (Privacy Act) para proteger os interesses e informações de cidadãos americanos, e agradecem sua compreensão.

Cidadãos dos EUA podem abrir mão de seus direitos dentro da Lei de Privacidade ao preencher o formulário Privacy Act Waiver (PDF 28 KB).